Sexo anal para principiantes

Uma das práticas sexuais mais exercidas na história é o sexo anal. Apesar de todos os preconceitos que a cercam e do tabu que ela implica para tantos outros. Entre as coisas que são ditas sobre isso, por exemplo, está que só os homossexuais o fazem, que é um buraco de saída e até mesmo que é melhor fazê-lo pelo rabo, pois cancela o risco de uma gravidez indesejada. Há centenas de opiniões sobre isso. Mas o que se sabe sobre essa prática?

Origens do sexo anal 

Quando se fala deste tipo de prática, há muitos termos para se referir a ela. O mais conhecido e clássico é aquele já mencionado, o sexo anal, simples, direto e claro. Outra forma de chamá-lo é grego, devido à sua popularidade entre os antigos gregos e suas grandes festas e bacanais. Também é muito utilizado, sodomia, termo que deve sua origem à Bíblia. 

Existem centenas de outras formas de se referir a esta prática de estimular e penetrar no ânus. As pessoas ao longo da história têm sido mais criativas a este respeito. 

sexo anal origens

Quer ter sexo anal?

O que você faz depois de decidir que quer ter sexo anal? É uma área formada por um conjunto de músculos e com uma multiplicidade de terminações nervosas. Isto o torna muito sensível. Mas, o importante é lembrar que ela também está cheia de bactérias, afinal é um buraco com um objetivo muito claro.

Por tudo isso, quando você começa a descobrir e explorar o mundo do sexo por trás, há várias coisas a considerar.

Dicas para a prática

  • Comunicação, decisão e relaxamento. É importante estar seguro e relaxar o corpo para que todo o processo seja mais satisfatório. Além da boa comunicação e confiança para dizer como você se sente, se dói ou se você quer que continue e como.  
  • Alimentos. Nesses casos é aconselhável ter o estômago vazio e não comer por muito tempo.
  • Higiene. Para não ter surpresas desagradáveis, é melhor ir ao encontro erótico com a área bem limpa.
  • Paciência. Especialmente nas primeiras vezes, é difícil conseguir uma penetração rápida. Além disso, pode ser perigoso porque pode causar lágrimas, portanto, vá com calma.
  • Estimulação. Primeiro experimente você mesmo, em casa, com alguns dedos. Com um brinquedo sexual, como tampões de bumbum ou similar. Mesmo com um beijo negro (sexo oral no ânus). Tudo para ajudar a dilatar esta área do corpo e facilitar a penetração. 
  • Lubrificação. Ao mesmo tempo, a estimulação é muito útil para usar fluidos que ajudam tudo a fluir melhor. Como a saliva ou lubrificantes. Especialmente porque, ao contrário da vagina, esta parte específica do corpo não possui lubrificação natural.
  • Sexo seguro. Para evitar qualquer infecção ou doença sexualmente transmissível (DST ou DST) é recomendado o uso de um método de barreira durante o sexo anal, como um preservativo. Por quê? Bem, principalmente pela quantidade de bactérias encontradas, os fluidos trocados e a “facilidade” de rasgar.
  • Sem mistura. Pelas mesmas razões mencionadas acima, muitos especialistas recomendam evitar passar de sexo vaginal para anal ou vice-versa sem antes fazer uma limpeza completa. 
  • Postura. Quando se faz um grego, a posição é muito importante. Uma que seja confortável e facilite a estimulação e a penetração. Você pode consultar o Kamasutra, mas as mais populares são as de quatro patas ou a vaqueira, entre outras.
sexo anal protecao

O “Sim” e o “Não” do grego

O sexo anal, como tantas outras práticas sexuais, pode ser muito prazeroso. Muitas pessoas ao redor do mundo o praticam todos os dias, mesmo que não o admitam em voz alta. Por isso é necessário lembrá-la e desmistificá-la para que ninguém tenha medo e possa ser desfrutada adequadamente, sem preocupações.

  • Não é uma prática “suja”.
  • Não é exclusivo para homossexuais.
  • A primeira vez não tem que doer.
  • Os homens não perdem sua virilidade ou se tornam homossexuais ao tentar.
  • Não, não tem que ser o mesmo que nas cenas pornográficas.
  • O sexo anal pode causar orgasmos.
  • Ele ajuda a estimular o ponto G masculino.
  • Ele ajuda a estimular o ponto G masculino.
  • Sim, como o sexo em geral, é bom para a sua saúde.
  • Sim, pode ser feito sozinho.

Como você sabe se gosta sexo anal se ainda não experimentou?

Apesar de tudo o que foi dito, ouvido e visto sobre essa prática, é necessário olhar para si mesmo. Se chamar a atenção e gerar curiosidade, experimente. No que diz respeito à sexualidade, você tem que experimentar coisas novas para descobrir como você se sente. Teste os limites do prazer que o seu próprio corpo pode sentir. 

Mas sempre levando em conta todas as informações. Em casa sozinho, com o seu parceiro, amante, amigo com direitos ou com o seu acompanhante favorito. Pratique sexo anal com um especialista agora ou com alguém que queira experimentar também, seja qual for o sexo. Se você seguir as recomendações acima, o prazer é garantido. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *